A Arte como farol
A Arte como farol
A Arte como farol
Inicio | Anterior | Pag.1/2  | Próxima | Última
A Arte como farol
Conceção e orientação Magda Henriques

A Arte como farol é um programa formativo concebido para o ensino secundário, que parte da ideia de que a arte, tal como um farol, nos ajuda a encontrar o nosso lugar, a situar-nos – aponta caminhos possíveis, fortalece escolhas e pode até salvar. Torna visível, ilumina, o que frequentemente não vemos, seja o que está ao nosso lado, seja nas profundezas da história da humanidade…Permite-nos ver que não estamos sozinhos… que há outros que sentem ou veem como nós, aqui ou no outro lado do mundo… hoje como ao longo dos tempos…
Estabelecem-se pontes com algumas das ideias do programa do Centro Internacional das Artes José de Guimarães, tais como: a importância da multiplicidade de fontes para nos aproximarmos do conhecimento da complexidade humana (as histórias que não estão na História) e as inquietações que permanecem ao longo dos tempos em geografias e culturas diversas e as suas variadas formas de expressão.
Estes encontros estabelecem aproximações à história da arte, do passado aos nossos dias, e andam de cá para lá e de lá para cá entre a história coletiva e a história de cada um de nós, entre a macro e a micro história.
É por isso um programa que pode interessar a qualquer disciplina curricular do ensino secundário, por relacionar diversas áreas do saber e privilegiar o debate, bem como a informalidade e uma linguagem atual.

A Arte como farol desenvolve-se em quatro sessões de 2horas com cada turma inscrita, sempre antecedidas de um momento exclusivo para os professores, no qual poderão dar inputs específicos para o seguimento do trabalho, de acordo com o seu conhecimento das turmas e as suas inquietações pessoais. A apresentação do programa aos professores interessados acontece em setembro, antes do início do ano letivo, num encontro informal que explicita os temas e a metodologia do programa. Na presente edição inclui-se uma 5ª sessão, destinada à partilha entre turmas, por um lado, e integrando as famílias num projeto da escola e na geografia cultural da cidade, por outro.

1ª Sessão | A arte como lugar de resistência, de liberdade…
2ª Sessão | A arte faz-se para transformar as imagens do quotidiano… para tornar visível…
3ª Sessão | A arte faz-se para dizermos o que não podemos dizer de outra forma…
4ª Sessão | Visita às exposições patentes no CIAJG
5ª Sessão | Visita-convívio com alunos, professores e famílias ao CIAJG e ao CCVF

Locais
CIAJG Apresentação do projeto, encontros com os professores, 1ª e 4ª sessão com as turmas
Escolas 2ª e 3ª sessão com as turmas
OFICINAS
Local CIAJG e escolas secundárias
Duração 4 sessões de 2 horas, entre outubro e março
Público-alvo Turmas do ensino secundário
Lotação O programa desenvolve-se em sessões exclusivas para cada turma

Atividade sujeita a inscrição através do email servicoeducativo@aoficina.pt.
Para mais informações, contactar o Serviço Educativo através de email ou dos telefones 253424700 / 253424715.