Colóquio Internacional Performance e Intimidade
 Inicio | Anterior | Pag.5/73  | Próxima | Última
Colóquio Internacional Performance e Intimidade
04, 05 e 06 outubro 2018

Organização GIEP - Grupo de Investigação em Estudos Performativos da Universidade do Minho Coprodução A Oficina e Guimarães noc noc
Comissão Científica Francesca Rayner, Tiago Porteiro, José Eduardo Silva, Cátia Faísco e Nuno M. Cardoso


A noção da intimidade tem múltiplas e contraditórias valências. É vista por um lado como o que não deve ser falado no espaço público, mas por outro como potencialmente partilhada. Os reality e talk shows convidam os participantes a expor a sua intimidade enquanto a sociedade global e tecnológica constroem a intimidade como um perigo para a reprodução do sistema capitalista. Qual é o papel da performance na construção e na subversão da intimidade? O Grupo de Investigação em Estudos Performativos da Universidade do Minho, em parceria com A Oficina e o Guimarães noc noc, organiza um colóquio internacional para debater em conjunto diferentes visões da intimidade. O colóquio inclui sessões sobre intimidade e afetividade, intimidades relacionais, intimidades site-specific e espaço público, dramaturgias íntimas e intimidade em processos de criação/investigação que exploram a intimidade através de performances, workshops, intervenções e comunicações.

PROGRAMA

Quinta 04

09h30 / Sessão de boas vindas

10h00 / Convite para um debate sobre a intimidade na performance

Depoimento de Bernard Stiegler com intervenção comentada de Joaquim Luís Coimbra (Universidade do Porto)

10h45-14h00 / Intimidade e Afetividade / moderadora: Ana Pais

Susana Mendes Silva (Universidade de Évora, DPAO e i2ADS, FBAUP) “Vida e trabalho: não como antes mas de novo”

Joelle Chambon (Université Paul Valéry – Montpellier 3) “Intimités déplacées: Silvia Calderoni et Lucia Calamaro”

Hervé Guay (UQTR-CRILCQ) “Performing suffering, mourning and rituals: Hôtel-Dieu’s lessons of intimacy”

11h45 / Coffee Break

Telma João Santos (Universidade de Évora) “Building Strength (an autobiographical approach to intimacy and resistance)”

Luis Mourão (Instituto Politécnico de Viana de Castelo/ Universidade do Minho) “Gioconda, uma fina película”

Ezequiel Santos (Universidade do Minho) “Quem tem medo da fragilidade? Uma reflexão sobre o projeto "Fragile" de Cosmin Manolescu”

Ana Luiza Fortes (UCLM) “La Doble: Investigações sobre os Modos de Se Ver”

14h15-15h15 / Almoço

15h30-18h00 / Intimidade nos processos de criação-investigação / moderadora: Francesca Rayner

Coletivo Osso: Associação Cultural “Colaboração interdisciplinar enquanto prática de encontro”

Éden Perreta (Universidade Federal de Ouro Preto) “Sob as nossas peles escorrem correntes profundas”

Márcia Oliveira (Universidade do Minho) “Intersecting identities through shared intimacy”

Marte van Hassel e Tessa Vannieuwenhuyze (University of Ghent) “Conversations on the frayed edges of self-doubt. A manual for young researchers”

Armando Pinho (Universidade do Minho/Universidade Lusíada, Porto) “Autoethnography on artistic intimacy”

18h00 / Coffee Break

18h30-19h30 / Lançamento de livros: Bárbara Santos, Ana Pais, Susana Mendes Silva, Matteo Bonfitto, Éden Perreta

19h30 / Conferência-performance: Ana Pais e Daniel Tércio (Universidade de Lisboa) “Intimidade entre Antípodas”

21h00 / Conferência-performance-jantar: LADO C (3.ª parte da trilogia Vou A Tua Casa) / Rogério Nuno Costa

Sexta 05

10h00-12h00 / Intimidades Relacionais / moderadora: Teresa Mora

Bárbara Santos (Laboratório Madalena-Teatro das Oprimidas, Berlim) “Da opressão que me habita à expressão que me ativa!”

José Eduardo Silva (Universidade do Minho) “Relating in the Performative: from the variability of emotions to aesthetic individuation”

Vitor Moura (Universidade do Minho) “A recompensa da intimidade na interpretação da obra teatral”

Renata Flaiban (Universidade do Minho) “A performance e a intimidade partilhada no corpo a corpo artista e público”

André Rosa (Movimento Sem Prega Brasil/Portugal) “BACI - reprogramações de uma ciebórgue num regime biotecnomágico de criação em performance e pedagogia”

12h00-14h00 / Almoço

14h00-16h00 / Workshop: Katrien Oosterlinck e Elvira Crois (University of Antwerp), “Shifting Spaces”

14h00-15h30 / Dramaturgias Íntimas / moderadores: Nuno M. Cardoso e Cátia Faísco

Rui Pina Coelho (Universidade de Lisboa) “Estratégias discretas de resistência e amor”

Sónia Passos (ESMAE, Porto) e Mário Mesquita (FAUP, Porto) “De um Estado sem espaço para a liberdade de ser, apenas”

Cátia Faísco (Universidade do Minho) “E se ainda me quiseres / E se ainda me desejares / E se ainda - uma leitura da adaptação de The Mistress Contract de Abi Morgan”

16h00 / Limite/Porosidade: Performance de abertura do Festival Guimarães noc noc

Com alun@s da Licenciatura em Teatro da Universidade do Minho e direção de Patrice Barthès (parceria ERASMUS Universidade do Minho /Universidade Paul Valery III, Montpellier). Conversa pós-espetáculo.

17h00-18h30 / Painel: Intervenções no espaço público / moderador: José Eduardo Silva

Adriana Schneider Alcure (UFRJ) “Práticas de desobediência na cena do Coletivo Bonobando”

Cécilia Magalhães Clemente (PPGAC UniRio) “Microssubversões Performativas ou Cotidianas InsubordinAÇÕES”

Matteo Bonfitto (Unicamp) “Núcleo Performa: Pontes Invisíveis”

18h45-20h15 / Carrossel Performativo: 3 performances+3 grupos+3 X 30min

Performance: “Pontes Invisíveis: Coffee Break” / Matteo Bonfitto (Unicamp)

Performance: Sensorama / Luk van den Dries e Louise Chardon. Com ex-alunos da Licenciatura em Teatro da UM

Performance: Marginalia (o segredo extimo) / Marta Bernardes

22h00 / Conferência: Coleção de Amantes / Raquel André

Sábado 06

09h30-11h00 / Intimidades e Programação / moderador Samuel Silva

Luísa Barateiro (Festival Feminista do Porto)
Nuno Bettencourt (Festival MAGA)
Pedro Ferreira (Festival Guimarães noc noc)
António Lopes (Festival TREMOR)
João Pedro Vaz (A Oficina)

11h00 / Coffee Break

11h15-13h15 / Intimidade Site-Specific + Sensorialidades / moderador: Tiago Porteiro

Manuela Ferreira (encenadora) e Tiago Porteiro (Universidade do Minho) “Aquistas”

Alix de Morant e Patrice Barthès (Université Paul Valéry, Montpellier 3) “Territoires en mouvements”

Luk van den Dries e Louise Chardon (University of Antwerp) “Sensorama”

13h00-14h15 / Almoço

14h30-16h30 / Open Space

Mais informações e inscrições http://cehum.ilch.uminho.pt/intimacy