Estatueta de músico tocando guqin 古琴
Estatueta de músico tocando guqin 古琴
 Inicio | Anterior | Pag.2/50  | Próxima | Última
Estatueta de músico tocando guqin 古琴
Dinastia Han (202 a.C. - 220 d.C.)
Terracota
58 x 45,5 x 26,5 cm

Na sequência da tradição musical institucionalizada durante a dinastia Zhou através do desenvolvimento de instrumentos musicais fundamentais no contexto dos rituais, das cerimónias e do entretenimento palaciano, a música teve uma grande importância durante a dinastia Han, tanto a um nível político como cultural. Após a unificação imperial da China verificou-se um significativo intercâmbio cultural e artístico colocando os Han em contacto permanente tanto com as outras etnias da China como com os povos da Ásia Central e do Mediterrâneo, ao longo da Rota da Seda. O imperador Wu da dinastia Han promoveu a instituição de música com o objetivo de recolher e organizar os diversos estilos de música popular caraterísticos das várias regiões do vasto império, incluindo as áreas remotas a ocidente. A música surge, desta forma, associada à extensão da autoridade imperial sobre o território e as diversas realidades culturais da China, ao mesmo tempo que exerce uma função fundamental no contexto da representação de diferentes identidades, correspondendo ao gosto pelo exotismo que circulava ao longo da Rota da Seda. A música, juntamente com a dança e a poesia, era uma das principais formas de entretenimento da aristocracia e da classe letrada da sociedade Han, sendo, por isso, amplamente representada na escultura funerária. Entre os diversos instrumentos musicais, o guqin 古琴, um instrumento de cordas da família das cítaras, e o xiao 簫, uma flauta vertical de bambu, são bastante representados na iconografia da escultura funerária em terracota. O guqin 古琴 era considerado o instrumento dos sábios pela associação ao filósofo Confúcio, sendo considerado como uma das quatro artes dos eruditos, juntamente com a pintura, a caligrafia e o weiqi 圍棋, um jogo de tabuleiro. O xiao 簫 é precisamente um dos instrumentos musicais caraterísticos na música popular dos Qiang, uma das minorias étnicas da região noroeste da Província de Sichuan e que foi popularizado durante a dinastia Han, tornando-se num dos principais instrumentos que acompanham o guqin 古琴.