Em 2018, o Centro Internacional das Artes José de Guimarães recebeu, no seu primeiro ciclo expositivo do ano, as exposições do artistas sueco Christian Andersson, "When Science Fiction was dead" e uma grande mostra do artista português Miguel Leal, "Duplo Negativo".  Além destas exposições, o Centro acolheu ao longo do primeiro ciclo mostras de outros artistas como Rui Horta Pereira, Jorge Feijão e um grupo de vários artistas que habitaram o nosso espaço atuando sob o mote "Ação / Decisão".