Hu 壺, recipiente para vinho
Hu 壺, recipiente para vinho
 Inicio | Anterior | Pag.10/50  | Próxima | Última
Hu 壺, recipiente para vinho
Dinastia dos Zhou Orientais, Período dos Estados Combatentes (475 - 221 a. C.)
Bronze com embutidos de jade
46 × 28 cm

À semelhança dos recipientes de tipo ding (鼎), os jarros para vinho de tipo hu (壺) foram profusamente produzidos durante toda a Idade do Bronze, apresentando, no entanto, caraterísticas específicas de acordo com as tendências da época, tanto ao nível da forma como ao nível da decoração. Tradicionalmente, os hu são recipientes para vinho em forma de pêra com duas pegas laterais, podendo ter uma tampa. Durante a dinastia Shang eram frequentemente decorados com grandes máscaras taotie (饕餮), enquanto que durante a dinastia dos Zhou Ocidentais a ornamentação com animais reais foi privilegiada. Uma das alterações mais relevantes registadas na transição dos Shang para os Zhou, a par da redução exponencial do número de recipientes de tipo hu utilizados nos rituais, foi o aumento significativo do seu tamanho. A partir do Período dos Estados Combatentes os motivos de animais, especialmente pássaros, e a representação de figuras humanas tornaram-se predominantes, por influência das tribos nómadas da Ásia Central. Ao nível da ornamentação, é frequente a reformulação estilizada da máscara taotie desenhada na superfície através da aplicação de embutidos de ouro, cobre ou prata. Esta técnica é igualmente utilizada para a representação de cenas de caça, de rituais com grupos de músicos e de dançarinos, espelhando o clima de espetáculo e de encenação associado à autoridade política.