Máscara masculina kifwebe
Máscara masculina kifwebe
 Inicio | Anterior | Pag.26/33  | Próxima | Última
Máscara masculina kifwebe
Songye - Congo
Madeira e pigmentos
42 x 23 x 19 cm

As máscaras kifwebe fazem parte de uma sociedade com o mesmo nome, e gozam de um grande prestígio junto dos Songye orientais. Fazem parte desta sociedade os “escultores-mágicos” cujo saber lhes permite manipular as forças espirituais e divinas. Estas máscaras, usadas com um fato tecido em ráfia e uma longa barba igualmente em ráfia, estão presentes em muitas cerimónias, e desempenham sempre o papel de polícias ao serviço do poder. As pequenas ranhuras que cobrem a superfície da máscara, o nariz triangular e proeminente ou a boca de arestas vivas cuja abertura convoca o javali deitado são elementos que as individualizam, enquanto a crista identifica-a como masculina. Associadas a diferentes animais da floresta - leão, zebra, crocodilo ou porco-espinho -, as cores e os movimentos dos mascarados tratam de exprimir alguns traços do caráter destes e uma grande variedade de estados emotivos.

Bibliografia: de Husch, Luc in Phillips, Tom ed. (1995), Africa: The art of a continent, Munique - Nova Iorque, Prestel, p. 281.

Máscara masculina kifwebe
Songyé, Congo Madeira 40 x 21 x 18 cm
Máscara masculina kifwebe
Songyé, Congo Madeira, pigmentos 97 x 46 x 60 cm
Máscara masculina kifwebe
Songyé, Congo Madeira, pigmentos 97 x 46 x 60 cm
Máscara masculina kifwebe
Songyé, Congo Madeira, pigmento 72 x 23 x 41 cm