Tecido
Inicio | Anterior | Pag.1/14  | Próxima | Última
Tecido
Costa Centro-Norte (Peru)
700 – 1000 d.C.
31, 5 x 30 cm

Esta peça têxtil fragmentária é uma boa amostra da complexidade ideológica e da intensidade dos movimentos de povoações e de ideias que tiveram lugar em finais do período que conhecemos como Horizonte Médio ou Huari. Durante estes séculos foi produzida uma grande quantidade de materiais, especialmente têxteis, de procedência nortenha, que se encontram em locais da costa central, como o grande santuário de Pachacámac, nos arredores da atual cidade de Lima. Para além disso, foram produzidos nestes vales da costa central peruana imitações locais de tecidos que reproduzem a iconografia das produções do norte. É o caso deste exemplar aqui patente, em que encontramos uma série de temas iconográficos, como o chamado “Animal Lunar”, numa versão tardia e provavelmente reinterpretada, ou a personagem com toucado de meia-lua ou de dois penachos laterais, caraterísticos da tradição nortenha, mas representados num estilo mais semelhante ao das produções locais dos vales limítrofes do Rio Rímac, ou ainda mais a sul. Caraterística deste fenómeno é também a tipologia desta composição, que consiste numa série de peças retangulares tecidas “em série”, para serem depois utilizadas de forma individual como aplicações decorativas em artigos como camisas. Este tipo de tecidos, com os mesmos desenhos e elaboração muito semelhante, foram encontrados particularmente em enclaves cerimoniais como Pacatnamú, no nortenho vale de Jequetepeque, e o já mencionado Pachacámac, argumentando em favor da existência de rotas de peregrinação entre ambos os santuários.