Tecido
 Inicio | Anterior | Pag.6/14  | Próxima | Última
Tecido
Costa ou Serra Sul (Peru)
0 – 600 d.C.
85 x 13 cm

Os tecidos foram sem dúvida o mais importante meio de expressão da arte andina pré-colombiana. Através dos seus desenhos, cores, técnicas, formas, etc., revelam a complexa visão do mundo das comunidades pré-hispânicas. Este belo fragmento de tecido em forma de faixa apresenta um jogo cromático em que a alternância das três cores principais, o vermelho, o amarelo e o ocre, aplicados no fundo e nos motivos decorativos, criam ritmo no padrão, um recurso amplamente utilizado pelas tecedeiras pré-colombianas. Estes motivos, de caráter geométrico, parecem relacionar-se com a área meridional dos Andes peruanos, assemelhando-se a padrões dos estilos Sihuas ou Nasca, localizados, respetivamente, nas regiões da atual Arequipa e de Nazca. Por outro lado, está fabricado exclusivamente com fios de fibra de camelídeo, uma particularidade que carateriza os tecidos das terras serranas, mas que não é raro no estilo Nasca. A intensa interação que existiu entre as comunidades andinas de diferentes bioambientes (costa, serra, selva montanhosa e selva baixa) ao longo de toda a pré-história da região – e que se mantém nos nossos dias –, conferiu ao panorama cultural uma enorme complexidade e riqueza, que se reflete nos tecidos como em poucos outros meios artísticos.