Festivais Gil Vicente
Festas da Cidade e Gualterianas
Festivais Gil Vicente
Festas da Cidade e Gualterianas
Festivais Gil Vicente
Festas da Cidade e Gualterianas
menu logo
menu logo
main logo
menu logo
menu logo
menu logo
menu logo
main logo
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image

QUARTA 18 MAIO, 21H30

Conversa com Carlos Bernardo, Nuno Grande e Eduardo Brito

Image
Um museu na cidade

Quando foi inaugurado, há 10 anos, o CIAJG era a obra mais emblemática da Guimarães 2012 – Capital Europeia da Cultura. Uma década depois da “festa”, que espaço é este que foi entregue à cidade? Tornou-se o ícone que foi projetado para ser? E que relação têm os vimaranenses com o “seu” museu de arte contemporânea?

Carlos Bernardo (Portugal) é engenheiro químico e professor catedrático do Departamento de Engenharia de Polímeros da EEUM, onde lecionou até 2012. Foi presidente da Comissão Instaladora da Escola de Arquitectura e vice-reitor da Universidade do Minho. Em 1997 foi agraciado com a Ordem Militar de Santiago de Espada e em 1999 com a Global Salute to Polymers Award da American Chemical Society.

 

Nuno Grande (Portugal) é arquiteto, professor de arquitetura, autor e editor de diferentes publicações no âmbito da Cultura Arquitetónica e da Cultura Urbana, no contexto português. Como curador e programador cultural organizou exposições sobre Arquitectura Portuguesa em Portugal e no Brasil, entre elas, “Porto 2001, Capital Europeia da Cultura”, “7ª Bienal de Arquitectura de São Paulo”, 2007, “Guimarães 2012, Capital Europeia da Cultura”, “15ª Bienal de Arquitectura de Veneza”, 2016.

 

Eduardo Brito (Portugal) trabalha em museologia, cinema e fotografia. Foi coordenador do “Reimaginar Guimarães”, projeto de arquivo, curadoria e edição de espólios fotográficos desenvolvido na Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura. Escreveu o argumento de filmes como “O Facínora” (Paulo Abreu, 2012), “A Glória de Fazer Cinema em Portugal” (Manuel Mozos, 2015), e realizou a curta metragem “Penúmbria” (2016).


Moderação:


Samuel Silva (Portugal) é jornalista do Público e autor de obras sobre Guimarães como “Memórias do Comboio em Guimarães” (2004), “Guimarães: Pessoal e Transmissível” (2013) ou “Histórias atrás das Portas” (2013).

Image

Voltar