GUIdance
Westway LAB
Festivais Gil Vicente
Festas da Cidade e Gualterianas
GUIdance
Westway LAB
Festivais Gil Vicente
Festas da Cidade e Gualterianas
GUIdance
Westway LAB
Festivais Gil Vicente
Festas da Cidade e Gualterianas
menu logo
main logo
menu logo
menu logo
menu logo
menu logo
menu logo
main logo
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Máscaras
Kru/Grebo, Costa do Marfim

Madeira e pigmentos

78 x 30 x 12 cm

Atribuídas geralmente aos Grebo (um termo geral que cobre os Kru, pequena população da costa oeste da Costa do Marfim, e os seus vizinhos do este da Libéria), estas máscaras com duas filas de olhos tubulares são objetos raros, assim como também é rara a informação sobre elas. A sua caraterística única e poderosa é o número exagerado de olhos cilíndricos ao longo do plano da cara. A expressão “quatro olhos”, muito corrente na vasta região da África Ocidental, fazendo referência à capacidade do “feiticeiro” poder ver e entrar no reino das forças invisíveis, parece ter inspirado o escultor na multiplicação das formas oculares. Usadas verticalmente as máscaras Kru eram colocadas debaixo de um enorme chapéu, que consistia numa estrutura de fibra vegetal em forma de arco, coberta por tecidos, aparada por uma rígida franja de folhas de palmeira e por longas e ondulantes penas, causando efeitos impressionantes.

Bibliografia: M.A. in Phillips, Tom ed. (1995), Africa: The art of a continent, Munique - Nova Iorque, Prestel, p. 465; Vogel, Susan (1990), Close up – lessons in the art of seeing African sculpture, Nova Iorque, The Center for African Art, pp. 63-66.
Image
Image
Máscaras Kru/Grebo
Image