GUIdance
Westway LAB
Festivais Gil Vicente
Festas da Cidade e Gualterianas
GUIdance
Westway LAB
Festivais Gil Vicente
Festas da Cidade e Gualterianas
GUIdance
Westway LAB
Festivais Gil Vicente
Festas da Cidade e Gualterianas
menu logo
main logo
menu logo
menu logo
menu logo
menu logo
menu logo
main logo
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image

19 OUTUBRO'19 A 16 FEVEREIRO'20

Plant Revolution!
Image

Num futuro não muito distante, as plantas dominarão o planeta tornando-o num Universo vegetal. Estes seres sencientes sobreviverão resilientes às transformações planetárias, disseminando as suas raízes por toda a crosta terrestre como um grande organismo que prolifera em múltiplas dimensões. O que pensarão estas plantas quando olharem para trás e refletirem sobre a forma como nos relacionávamos com elas? E o que poderemos nós agora aprender com as plantas neste momento de crise planetária?


Pensando a relação do humano com as plantas, esta exposição explora diferentes narrativas de mediação tecnológica do reino vegetal. O estudo das plantas como infraestrutura tem suscitado interesse entre a comunidade científica ao longo dos últimos séculos, inspirando gerações de investigadores, bem como o desenvolvimento de tecnocosmologias e sistemas cibernéticos. Profundamente influenciadas pelo conhecimento das plantas sagradas, gerações de tecnoutopistas na Califórnia têm vindo a debater a senciência das mesmas, demonstrando grande curiosidade pela cognição expandida das plantas e estimulando o aparecimento de áreas como a biomimética. Por outro lado, a subalternização das plantas pela indústria alimentar e pela geoengenharia tem criado divergências genéticas que afetam a sua fertilidade, gerando uma condição de dominação militarizada e desigual. Como resposta, têm surgido comunidades resilientes por todo o mundo baseadas em filosofias indígenas e no pensamento agroecológico, criando espaços de resistência que visam à coabitação equitativa.
Plant Revolution! reflete sobre o encontro interespécies, perguntando o que acontecerá quando dissolvermos as fronteiras entre o parasita e o hospedeiro. Acreditando na continuidade entre seres e o ambiente, esta exposição incluirá trabalhos que exploram formas de recuperação política, estimulando um imaginário emancipatório e lançando novos vocabulários para pensar o planeta, para além da divisão do mundo natural.

_

In a not so distant future, plants will take over the industrialized planet earth. These sentient beings will resiliently survive planetary transformations, spreading their roots throughout the earth's crust and abandoned architectural spaces, like a vegetable super brain that proliferates in multilayered dimensions. What will these plants think when they look back and reflect on how we related to them? And what can we now learn from plants at this time of planetary crisis?
Reflecting on the relationship between humans and plants, this exhibition explores different narratives of technological mediation of the plant kingdom. The study of plants as infrastructure has raised interest among the scientific community over the last centuries, inspiring generations of researchers, as well as the development of technocosmologies and cybernetic systems. Deeply influenced by the knowledge of sacred plants, generations of technoutopians in California have been debating the sentience of plants, manifesting great curiosity for their expanded cognition, leading up to the emergence of areas such as biomimicry. On the other hand, the subalternization of plants by the food industry and geoengineering has created genetic divergences that affect their fertility, generating a condition of militarized and unequal domination. In response, resilient communities drawn from indigenous philosophies and agroecological thought have emerged worldwide, generating spaces of resistance and equitable cohabitation.
Plant Revolution! reflects on this interspecies encounter, posing the question what will happen when we blur the frontiers between the parasite and the host? Drawing from the continuity between beings and the environment, this exhibition includes works that explore forms of political recuperation, stimulating an emancipatory imagination and new vocabularies to think about the planet, beyond the partition of the natural world.



Todas as idades

Preço
4,00 eur / 3,00 eur c/d

Curadoria de Margarida Mendes

Com a participação de Agência, Alexandre Estrela, Comunidade de artesãs Mujeres de la Resistencia EZNL, Diogo Evangelista, Filipa César, inhabitants, Joachim Koester, Joana Escoval, Knowbotiq, Maria Thereza Alves, Paulo Tavares, Pedro Neves Marques, Peter Zin, Regina de Miguel, Richard Lowenberg, Suzanne Treister, Terence McKenna, Teresa Castro, e textos de Amin Ahmet Mutawa, Erik Davis, Fernando Garcia Dory

Coprodução Museo La Tertulia, Cali, Colômbia
Apoio The Swiss Arts Council Pro Helvetia

Image

Todas as idades

Preço
4,00 eur / 3,00 eur c/d

ENTRADA GRATUITA Crianças até 12 anos / domingos de manhã, das 10h00 às 12h30

Bilhete Conjunto Visita ao Centro Internacional das Artes José de Guimarães
+ Visita à Casa da Memória

5,00 eur / 3,50 eur c/d

Curadoria de Margarida Mendes

Com a participação de Agência, Alexandre Estrela, Comunidade de artesãs Mujeres de la Resistencia EZNL, Diogo Evangelista, Filipa César, inhabitants, Joachim Koester, Joana Escoval, Knowbotiq, Maria Thereza Alves, Paulo Tavares, Pedro Neves Marques, Peter Zin, Regina de Miguel, Richard Lowenberg, Suzanne Treister, Terence McKenna, Teresa Castro, e textos de Amin Ahmet Mutawa, Erik Davis, Fernando Garcia Dory

Coprodução Museo La Tertulia, Cali, Colômbia
Apoio The Swiss Arts Council Pro Helvetia

Voltar